Números Emergentes: Temporalidade, Métrica e Estética da Pandemia de Covid-19

Emerging Numbers: Temporality, Metrics and Aesthetics of the Covid-19 Pandemic

Alexandre de Paiva Rio Camargo, Eugênia de Souza Mello Guimarães Motta, Victor Luiz Alves Mourão (2021)

Mediações – Revista de Ciências Sociais, 26(2), pp. 311-332. Open access

Resumo. O artigo apresenta os resultados de uma pesquisa em curso sobre as estatísticas de Covid-19 durante o primeiro ano da pandemia (março de 2020 a fevereiro de 2021) na qual se investigou a relação recíproca entre os números sobre a doença e a própria pandemia como experiência coletiva, com ênfase no caso brasileiro. Na análise são privilegiados três aspectos: a estética, as temporalidades e as controvérsias. A periodização proposta considera a forma como os números são apresentados e participam na construção da pandemia, a existência de três momentos, com características distintivas entre si. A noção de emergência serve para salientar a articulação entre o momento de crise e o afloramento das formas de quantificar. Demonstra-se que a pandemia, longe de infligir uma ruptura inteiramente nova na experiência social, constitui uma articulação original entre elementos que já existiam antes de sua eclosão, envolvendo, entre outros aspectos, as tensões opondo vida e economia, a complexificação do circuito de produção de dados e a retroação dos números públicos sobre a agência social.

Abstract. The article presents the results of an ongoing investigation on Covid-19 statistics during the first year of the pandemic (March 2020 to February 2021) in which the reciprocal relationship between disease numbers and pandemic itself was investigated as a collective experience, with an emphasis on the Brazilian case. In the analysis, three aspects are privileged: aesthetics, temporalities and controversies. We propose a periodization that considers, based on the way the numbers are presented and participate in the construction of the pandemic dynamics, the existence of three moments, each one with distinctive characteristics in relation to the others. The notion of emergency serves to highlight the link between the moment of crisis and the emergence of ways of quantifying. It is demonstrated that the pandemic presents a new articulation between elements that already existed before its outbreak, such as the tensions opposing life and economy.

Link to the article